sábado, 13 de dezembro de 2008

O que mudou!!!


Bem, eu costumava dizer, nomeadamente ao meu anónimo favorito que a minha vida era baseada numa série de desencontros, que nunca estava no lugar certo à hora exacta! Dizia-lhe que, as pessoas que eu gostava de ter encontrado, quando se cruzavam comigo era tarde demais, como foi o caso dele e agora percebo que não é assim finalmente.
A agravar isto, havia o facto de as que se resolviam envolver e entrar na minha vida só vinham para a estragar. Para me por de mal com a vida e essencialmente comigo mesma, agora também já consigo ler o que elas me ensinaram e obrigada por terem vindo pois só me tornaram melhor.

Graças a pessoas como o meu anónimo favorito e às grandes amigas que tenho (em coração, pois não passam de 1,75m e estes ,75 é para incluir a minha Ju), percebi que não sou eu que ando desencontrada com nada nem com ninguém, se há coisas que me arrependo é de ter dado alguma vez a sensação a certas pessoas que me ficaram a fazer falta.
Pelo contrário, agora vou por a modéstia a funcionar, e dizer que hoje em dia, nos tempos que correm, contam-se facilmente o número de Mulheres com M grande. Não peço mais desculpa por ser assim, não peço mais desculpa a pessoas que andam desencontradas de alguém especial como eu.

Eu tenho consciência do meu valor, aos poucos vou-a adquirindo com mais força, cada dia mais. Não querendo cair em contradição com o que disse ao Ovo, sobre o que penso da solidão, todos os dias luto para aprender com os momentos de solidão. Só me assusta mesmo o facto da velhice ou uma doença como a qualquer um deve assustar, digo eu!
Mas se há coisa que o meu " amigo" Jorge me disse sempre e só agora depois de rachar tantas vezes a alma percebo as suas palavras, "Nunca te rendas ao mínimo!".

Agora lembrei-me da Tia Liane, apesar de ela ter uma idade que pode dizer bem essas coisas, " Não levo mais desaforo para casa!", eu com a que tenho só posso ainda dizer, "Não tenho paciência, e recuso-me a engolir sapos que não sou obrigada a engolir!" Os que sou paciência :D

Neste momento sinto que não estou a perder nada, nem ninguém, que estou a por o meu Eu como ele sempre devia ter estado, em primeiríssimo lugar.


Tvameva - Sudha, Maneesh De Moor

9 comentários:

Guilherme Faro disse...

Aninhaaaaaaaaaaaa essa revolução que está acontecendo DENTRO de você chama-se AMADURECIMENTO. É nítido que você está muito mais madura desde a última vez que estivemos ai. E olha que não faz muito tempo (fevereiro desse ano).
Você é, sim, especial e tenha certeza disso. Sentir-se especial não quer dizer que sejamos arrogante ou algo parecido, mas, simplesmente, que podemos fazer muito por pessoas que não tiveram a mesma sorte que nós, por ter nascido numa família linda, unida, equilibrada e que nunca deixou nada nos faltar. Você tem muito a oferecer.

Beijos e parabéns.

PS: Se quiser, eu traduzo pro "português", tá? ahahhhhah

Ana disse...

Percebi perfeitamente cara querido.
Ontem falei com a Tia, ai que saudades que me deu de todos vocês.
Já sei que a prima já está no batente. Ah e essa boca do "português" é mais até para Ela que noutro dia mandou a boquinha que queria que eu como verdadeira carioca usasse as regras do novo acordo ortográfico, o que vai ser difícil mesmo.

Falando em fevereiro parece que foi ontem, mas olhando para as saudades parece uma eternidade.

Beijão e não é preciso parabéns amadurecer e abrir a pestana já tá mais que na hora apesar de ainda não ser uma trintona que nem você ;)

Te adoro!!!!

Ah e ainda nao vi resposta aos comentários que fiz no teu blogue...

Guilherme Faro disse...

Aninha, já havia te respondido por e-mail, mas se prefere no blog, já está respondido..:)
Fica de gracinha que em pouco tempo você será uma balzaquiana (pessoas que estão na casa dos 30 anos). Ai eu vou te chamar de VELHINHAAAAA ahahaha
A gente sempre fala de vocês com muito carinho e a saudade é enorme quando paramos pra pensar em todos vocês. Mas felizmente a gente está em contato.
Eu já me sinto da família. ahahahhha
Saudades! Também te adoramos.
Se cuida, QUASE balzaquiana! ahahah

O ovo estrelado disse...

...ai tão negativista! estás necessitar mesmo de um pouco de magia de Natal!...deixa para lá a solidão, e pensa antes no brilho das luzes, nos sonhos, nas rabanadas...olha para a Lua e sorri, está enorme! Negativo, mesmo negativo...é acordar cedo para ir para o CascaisShopping, chegar às 9h30 depois de uma bicha, olhar para os cafés apinhados de gente com bichas enormes, e sair de lá com um saquinho pequeno com três prendas e muitas dúvidas sobre as que faltam...está tudo pela hora da morte!...amanhã volto à carga, ainda faltam as prendas difíceis!!Este ano impus ao Pai Natal [não o da Coca-Cola,mas aquele que só alguns de nós ainda acreditamos!]o deadline de dia 21 para encher o saco! Depois disso é tempo de gozar com os retardatários e saborear a magia.

O Natal é uma época curiosa: uma misteriosa sopa de generosidade mascarada com umas purpurinas de arrogância...sobretudo para quem anda cego com as compras!...algo que me diverte quando olho para as pessoas que se acotovelam e degladiam nas lojas!...

Ana disse...

Ovinho, eu não sou signo gémeos mas tenho um lado muito "negro" apesar de normalmente ter sempre um sorriso para retribuir principalmente quando vejo coisas com magia.
Eu depois do Natal digo-te o que escolhi de prendas prós meus queridos todos. Posso inclusive tirar uma foto para colocar aqui. Para mim tem que ter sempre um belo significado. E como estamos a precisar de paz eu mostro-te o que me ocorreu.
No Natal é muito raro comprar uma prenda num shopping, detesto!!! Adoro o comércio tradicional essas lojas ou coisas do género onde só lá existem aquelas coisas feitas a pensar na particularidade de cada um. E nunca ofereço nada que eu não compraria para mim, ou é algo que eu gosto e também de certa forma me represente ou não ofereço.
Que gosta de mim gosta sempre do meu presente :D
Outra coisa é aniversários, isso já é outros quinhentos.

Não estou negativa, ou melhor estou numa de meditar, acontece-me sempre no final de cada ano. Adoro o Natal mas passar o ano é algo que a mim me dá sempre mais para fazer balanços, tipo banco, tipo empresa. E tenho ficado sempre na dúvida se é positivo ou negativo. Apesar de ainda não ter descoberto o meu caminho sinto agora mais paz porque começo a acreditar que estou no lugar certo, a fazer o que gosto. Lidar com pessoas, com jovens, criar laços de luta e compreensão com cada um deles, sentir que eles entendem isso da minha parte e mesmo tendo turmas sempre com problemáticas grandes desde que entrei para o ensino, pois como jovenzinha e sem voto na matéria nem tenho opção de escolha, fiquei sempre no final do ano com saldo positivo no que trata aos afectos e relações humanas que é o que lhes falta na maior parte das vezes e eu amo distribuir. Como tenho um coração que bate a uma média de 100, 120 pulsações por minuto cabe bem lá a energia de todos eles.

O que me deixa negativa é todo o sistema e como estão a colocar o nosso país, e aí sim fico negativa. Fico negativa quando penso que, grande parte dos Homens têm uma idade mental ainda em fase de construção, e que talvez por influência das mulheres, aceito, se tenham transformado numas barbies sem valores morais e sem sentido de família. Só pensam em trabalho sexo e saídas com amigos, amigas a toda a hora e todas as semanas, senão não tem piada. (Isto é uma generalidade à minha geração, felizmente eu tenho uma família fenomenal e por isso fico mais exigente, para além de outros factores que agora não interessam nada. Mas essencialmente porque vejo desde que me conheço o que é ser um casal companheiro, com amizade, com paixão, com respeito, mesmo perante todas as dificuldades da vida…)

Os casais de hoje funcionam mais ou menos segundo estas regras:

“REGRAS DE UM RELACIONAMENTO EQUILIBRADO.

Um casal recém casado vai viver em sua nova casa. O homem diz:
- Se quer viver comigo, as regras são:
1) Segundas e terças-feiras à noite vou tomar café com os amigos;
2) Quartas-feiras à noite cinema com o pessoal;
3) Quintas, sextas à noite, cerveja com os colegas;
4)Sábados, pescaria com a turma, retornando domingo pela manhã;
5) E, aos domingos, deito cedo para descansar.
Se quer... Quer...
Se não quer... Azar!

Então a mulher responde:
-Pra mim só existe uma regra: Aqui em casa tem sexo todas as noites. Quem está, está. Quem não está... Azar!!!!!!!!!!!!!”

Portanto depois azar mesmo é que não há paciência e portanto depois caio numa de meditar que a velhice chega depressa demais e daí falar na solidão. Apenas e só isso, pois não me identifico em parte com estas regras :P

O ovo estrelado disse...

..LINDO!!..gostei da resposta da mulher já deu pra rir hoje!!...se ela tomar a iniciativa de colocar a regra, aposto que o homem não sai de casa!!...

..comércio tradicional!! aqui é porreiro pois no sitio onde moro simplesmente não há!...se eu morasse aí fazia como tu, without any doubt!...comércio tradicional! ah! os meus pais têm uma pequena loja de comércio tradicional...é a mais bonita que existe!...eu se quiser ir ao comércio tradicional de qualidade só mesmo em Lx!...mas por perguiça ou por comodismo fico-me pelos centros comerciais que estao aqui a dois passos...além disso o único dia da semana que tenho algum tempo disponível é ao domingo!...mas já agora, compras de Natal aí em Ponte onde mesmo!?...eu na vila é mais cafés, restaurantes e pouco mais...os nomes nunca me lembro, mas volto sempre!

Ana disse...

Por acaso este ano não fui às compras de Natal em Ponte de Lima, mas temos algumas lojas que eu tb não sei o nome para te dizer, sou péssima a nomes, o meu cérebro funciona mais na base das imagens. Este ano fui a Barcelos que provavelmente deves conhecer, onde a minha irmã descobriu um artesão fenomenal (eu gosto), e fizemos umas encomendas tendo em conta aquilo que tinhamos em mente e o resultado foi escolher pois o Sr. apresentou-nos outras coisas que iam pra exposição e que tinha para lá. Bem delicioso!!

Mando foto depois do Natal.

O ovo estrelado disse...

...acho que a última vez que fui a Barcelos era pequeno!!...hoje está frio aí em cima!...na minha casa ainda cairam uns floquinhos tímidos de neve, que derretia logo no chão. Ainda me tentaram convencer com umas couves, mas este ano não consigo, trabalho até dia 23 e depois tenho o resto da famelga cá para me aturar!Bem que preciso ir aí em cima levar umas tralhas mas o tempo esvai-se!...mas continuando a conversa, Barcelos é terra de oleiros!É coisa que gosto de comprar mas quando estou de férias! Aqui na Kapital do império as prendas são quase parametrizadas, há muita diversidade, mas só com algum dinheiro é que se consegue comprar algo inovador, daí haver quase rankings de prendas mais oferecidas o que me deixa um tanto ou quanto desgostoso, a certa altura andamos a oferecer o mesmo uns aos outros um pouco "orwelliano" por assim dizer!...por exemplo hoje comprei dois cds (um foi da Deolinda para a minha afilhada, curiosamente a família dela é de Barcelos) e um livro de matemática com jogos engraçadissímos para crianças dos 3 aos 5 para uma priminha minha de Viana. Mas se queres estar "in" deves oferecer este ano Gromitis ou bonecos do BEN10, para crianças! Tudo que fuja a isso não interessa..ou então um jogo para a PSP ou para a PS3! Eu prefiro música e livros...qual seria a tua prenda ideal!?

Ana disse...

Por falar em Deolinda esteve hoje em Braga na fnac, a minha Ju ainda me desafiou mas eu como professora parva que sou optei por ficar de volta dos papeis e a pensar como dar umas negas a alunos que não merecem positiva mas que me obrigam a dar, já quase nem foi preciso a Árvore de Natal pra entrar em curto circuito.

http://www.deolinda.com.pt/

Quanto ao que eu queria este Natal, não sei, adoro ler e livros mas como só tenho tempo nas férias do verão pode esperar pro aniversário que sempre fica mais perto do verão.

Querer mesmo era que o Bush tivesse levado com os sapatos na cabeça.
Como não deu, gostava muito de um filho fruto de um pai decente.
É o meu desejo de Natal, mas a não ser que a cegonha mo traga, vai ser difícil, muito difícil!!!! Não pelas cegonhas, é mesmo pelo pai decente :D