quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Declaração Universal dos Direitos Humanos

Para quem não conhece aqui fica a lembrança na comemoração desta grande conquista, apesar de muito ainda haver por fazer.

No dia 10 de Dezembro de 1948, foi adoptada, pela Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas, a Declaração Universal dos Direitos Humanos...
... Uma ocasião para reflectir ...

http://www.unhchr.ch/udhr/lang/por.pdf

9 comentários:

Guilherme Faro disse...

Aninhaaaaaaaaaaa!!! Os direitos humanos, como o mesmo nome já diz, são DIREITOS e que são para TODOS. Infelizmente, aqui no Brasil, ao meu ver, não é motivo de comemoração, pois os defensores dos direitos humanos defendem os bandidos e se esquecem dos trabalhadores, das vítimas, da família das vítimas, em caso de morte.
Esses direitos são para todos, porém são aplicados para os bandidos, mormente.

beijo

Ana disse...

Sim querido mas se nem este acordo tivesse sido feito provavelmente hoje ainda estavam a receber negros pras vossas fazendas. Eu sei que tens razão, não é só no Brasil. Mas que é uma data memorável é. E cabe a cada um de nós fazer a sua parte para que cada dia seja melhor :D

O ovo estrelado disse...

Ai!aí! senhora professora que pontapé na verdade histórica. Tenho que falar com os seus colegas de História. Portugal foi o primeiro país do Mundo a abolir a escravatura! Os primeiros escravos a serem libertados foram os da pertença do Estado, pelo Decreto de 1854, mais tarde, das Igreja, pelo Decreto de 1856. Com a lei de 25 de Fevereiro de 1869 proclamou- se a abolição da escravatura em todo o Império. Português.

Guilherme Faro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Guilherme Faro disse...

Aninha, a criação da Declaração Universal dos Direitos Humanos não tem nada a ver com a abolição da escravatura. Aqui se deu em 1888 pela Lei Áurea, com a Princesa Isabel. Vocês portugueses sabem melhor do qualquer um sobre isso.
O que digo sobre os direitos humanos é que eles são pra todos, mas aplicados, mormente, para os bandidos, enquanto as vítimas e as famílias das vítimas desses bandidos não são assistidos por esses defensores. Certamente essa declaração seria motivo de comemoração se os direitos fossem aplicados a todos e não somente a uma minoria desprezível (falo como cidadão, pois como FUTURO magistrado federal, terei que cumprir a lei e o rito processual na sua integridade).

Adoro seus textos. Em junho estaremos ai!!!

Beijos

OBS: Por que não foi no inverno??? ahahahaha

Ana disse...

Poça amigos usei a palavra escravatura sob forma irónica... Até porque disse ao Gui que ainda hoje existe sobe forma disfarçada muita violação dos direitos humanos. Eu sinto-me a ser escravizada todos os dias de várias formas...
Mas tenho que assumir que datas não é o meu forte. Adoro história mas não é de facto o meu forte. Mas aqui vocês foram maus porque não tava a comparar datas nem momentos históricos.

Mas obrigada pelas informações :)

Guilherme Faro disse...

Aninhaaaaaaaaa se fui "mau", perdoa-me. :) Está aceito?
Beijo

Ana disse...

Que é que eu não te faço por você. Pedido aceite :D

Quanto ao inverno meu querido seria difícil pois não queiras colocar a minha mana doente com uma pneumonia. Sabes bem como é que são as noivas gostam de ir descascadas :D

Você vem?! ;) boa cara que saudades de todos vocês. Pede à Lele para ir dando notícias por email.

I Love You!!!! Depois da prima claro ihihi

Guilherme Faro disse...

Ok!! Como sempre venho em 2º plano.. ahahhhh A recíproca é verdadeira quanto aos sentimentos que nutrimos por vocês todos.
Ah! O que você quis dizer com "cada vez que eu leio estes teus textos me dá vontade de fazer uma cópia e colocá-los em "português". ahahah Mas o texto ESTÁ em português. ahahahah
beijo