quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Os desejos para 2010


Tal como venho partilhando com os meus amigos, gritando neste blogue o que me stressa, me angustia e me torna feliz, não podia deixar de registar aqui os pedidos simples para 2010.

Este ano desejo não só para mim mas para todos os que adoro, que nem vale a pena enumerar pois sabem bem quem são, que 2010 seja pleno de harmonia, alegria, saúde e excelentes revelações!

Ah!
Ia-me esquecendo...
Quero que os nossos governantes vão com a chuva ter ao mar, refresquem as ideias e apareçam para fazer algo de útil!
Quero também voltar para o Norte, para o meu lugar!
Estes são os que se podem publicar :)
Aqueles que eu digo ao ouvido não preciso de escrever aqui!

Desejo a todos que têm estado presentes aqui pelo meu Blogue, na minha vida de alguma forma, e principalmente aos que fazem parte da minha vida um excelente 2010, que eu sei que vai ser lindoooooooo!
Até porque eu sou do contra e estou farta de crise!
2010 vai ser Fenomenal, Mágico, Muito Promissor, Cheio de Novidades!!!!!

Volto em 2010 para ir dando notícias!

Beijos e abraços muitos apertadinhos e aqui tenho que destacar (Lele, Gui, Liane, Hélia, Joana, Família (Pai, Mãe e Irmã+Cunhado), Filipa+Afonso, Anabela+Carol e Luís)

O Mundo Franco é um Mundo Pleno e está tudo dito!

"Tenho em mim todos os sonhos do Mundo!"
Fernando Pessoa

domingo, 27 de dezembro de 2009

Hoje




Sinto um nó na garganta!
Sinto que o poder dos meus desejos têm força,
Sinto que sei cada vez mais o que quero,
Sinto que tenho que pensar as coisas com calma,
Sinto que tenho que respirar!

A vida corre-nos todos os anos por entre os dedos a uma velocidade alucinante,
Os dias que tanto queremos que corram quando estamos longe, são os mesmos que voam quando os temos perto de nós,
Esqueçemo-nos por vezes de lhes dizer o quão são importantes para nós.
Hoje sinto-me bem na minha concha,
Sinto-me, mais uma vez a sofrer por antecipação prevendo a próxima semana!

Sinto um nó na garganta!

Esta é a minha vida, quero-a de volta!
Se a vida junto deles voa, que voe com leveza,
Voe com calma e que os possa ter todos ao meu lado sempre que preciso deles
E como são muitos os dias, as horas, os segundos que preciso deles.

domingo, 20 de dezembro de 2009

Como é engraçado o nosso país!

Duas realidades tão diferentes entre o Norte e o Sul no que diz respeito por exemplo ao clima...
Fora a sua beleza e encanto tão característico!





















Fotos de João Franco

Contra brutos e ignóbeis

Aos poucos a natureza irá mostrar a estes Senhores onde é que isto pertence e levá-las rio abaixo!

O Inverno ainda agora está a dar de si por isso espero que os nossos turistas não tenham que ver mais os matraquilhos e todas as aberrações que andam a colocar nas margens do nosso Lima e não só...










Fotos de João Franco

sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

O ser Limiano

Estando eu no Algarve imigrada, é com orgulho que vejo a forma como as pessoas me tratam a partir do momento que sabem que sou de Ponte de Lima.

Efectivamente há uma boa receptividade por parte da população Algarvia perante os nortenhos, não sei bem ainda se politicamente correcta ou não, mas não me parece. São muitos os nortenhos que encontro, inclusivamente a trabalhar comigo que com saudosismo recordam e vivem o que é o Norte do país. Pessoas que já cá vivem há vários anos por razões de diferente ordem, mas o que é certo é que não há nenhum que não defenda o Norte com afinco.
Ontem enquanto conversava com um Sr. que não me recordo o nome, marido de uma das funcionárias da escola onde lecciono, dizia que era do Norte, da vila mais bonita de Portugal, onde obviamente me levou a questioná-lo qual. Lógico que não concordando, lhe disse que ia concordar comigo se eu lhe dissesse qual era a minha. Quando lhe falei de Ponte de Lima, o mesmo deu um suspiro e disse, "Ah sim, Ponte de Lima é muito bonito!" Ora desde logo tivemos conversa onde recordavam não só a comida como os nossos belos jardins e a beleza da vila.

Lamento apenas que estejam a estragar o que de mais genuíno temos, a simplicidade, o ser pitoresco e harmonioso.

Espero bem que o bom senso comece a imperar por essas bandas para que continue a poder dizer com orgulho a terra de onde venho!

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Para sentir o Natal por cá...

Uma vez que este ano não tive o privilégio de fazer a árvore de Natal lá de casa resolvi registar "pedaços" do Natal por cá...








quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Gui para veres que não estava a brincar

http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Sociedade/Interior.aspx?content_id=1448848

Neva no norte do país pesado lol

Era bom que viesse aqui pro sul mas só quando eu estivesse lá em cima lol

Assim tinha que ficar por lá :D

Em que século estamos mesmo?!

Não me cabe na cabeça como é que estas coisas ainda acontecem! Estupidez devia pagar imposto a triplicar...

"Uma mulher de 75 anos foi condenada a 40 chicotadas e a quatro meses de prisão na Arábia Saudita, por se ter encontrado com homens que não eram da sua família. A denúncia é da Amnistia Internacional."

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

E porque estamos quase a chegar ao Natal...

Bem ando a tentar inspirar-me para por aqui uma mensagem positiva e de esperança como é suposto nesta Época em que os corações e as carteiras andam mais recheados...

Mas ainda não consegui...

Pode ser que para a semana consiga, é que isto de pertencer à geração rasca está a deixar-me com os nervos em franja.

Não bastava termos levado com este rótulo como vejo esta geração completamente à rasca com a estupidez das gerações anteriores. Todos os colegas com quem venho contactado e que até resolveram fazer algo pela vida vêm-se enrolados em situações precárias, ou a não ver ser reconhecido o seu esforço. É colegas a ter que emigrar e imigrar (como eu), outros no desemprego ou a realizar trabalhos que nada têm a ver com as suas formações, enfim!

Sinto que estamos a pagar uma factura demasiado cara. Aflige-me o silêncio desta geração! Os que fazem barulho ou são anteriores à geração dos nossos pais ou da dos nossos pais, consoante o caso e sem força nenhuma, ou parvos como eu que como diz a minha mãe penso que mudo o mundo a chatear-me.

Ou se pertence a uma elite e conseguem estar nos trabalhos que interessam, a receber bons salários, não pagarem os seus impostos, entrar nesta bola de charlatice, nesta patetice pegada que vemos todos os dias na tv a toda a hora ou então estamos tramados.

Só tenho pena que por vezes os "meus" jovens alunos não percebam o problema que vão ter em mãos já no curto prazo. Tudo parece tão simples para eles, tão fácil de conseguir e de alcançar. Até fazem a escola com uma perna às costas, os pais não faltam com nada mesmo não tendo muitas vezes o que comer, estar no desemprego nem é mau porque quanto mais não seja recebem um subsídio qualquer, na prisão dizem que até não se come mal, não falta nada (até foram apreendidos n de materiais impensáveis nas últimas semanas numa prisão portuguesa). Gostava muito que algo os fizesse cair em si.

A única esperança é mesmo nos pais deles que têm que acordar e com urgência.

Quiça para a semana, com o aproximar da minha ida para perto dos meus eu me inspire e tenha a lata de vos desejar Bom Natal!

Ainda bem que os exemplos da nação mostram aquilo que são ao mais alto nível


terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Link bastante interessante

Passando o rato por cima de cada país, além de indicar quantos nascem e morrem no mundo a cada instante, indica a população de cada país e as emissões de CO2, colocando o cursor em cima.

É impressionante o movimento na China e na India.

Se verificarem bem, constatarão que a população da Europa não se consegue substituir. Em contrapartida, a África e a Ásia não param de aumentar.

Clicar no link abaixo:
 
 
E por falar nisto nada como acreditar na Hopenhaga!

domingo, 29 de novembro de 2009

Vamos todos participar

Após ter recebido um email para aderir a este projecto, lógico que fui ler, não por ser maníaca das limpezas mas porque Portugal está mesmo a precisar de manutenção.
Assim, apelo a todos que vejam este projecto e participem!
Eu vou Limpar Portugal!



quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Para você Gui

Hoje Gui te dedico aqui estas palavras no teu aniversário. Como não posso mandar flores para o Brasil aqui deixo um grande beijo.
Obrigada por teres aparecido cá com a minha prima e por faze-la feliz.
Sabes que gosto muito de ti, que as tuas palavras, força, lucidez e paciência para com os meus devaneios ficaram para sempre no meu coração. É um prazer ter-te na família. Espero que tenhas tido um dia feliz e que aproveites por muitos, longos e belos anos.

Um beijão enorme caraaaaaaaaaaaaaaaaaaaa legal.

Aqui deixo um agrado para ti para recordares este lugar que eu sei que tanto gostas ;)

Feliz aniversário!


terça-feira, 24 de novembro de 2009

domingo, 15 de novembro de 2009

Pedido de esclarecimento



É com enorme agrado que vejo serem-me dadas respostas, mesmo que não as que gostaria de ouvir mas partilho com vocês o email que enviei para o MUP e só espero que façamos valer os nossos direitos e a dignidade que se impõe à vida de todos os profissionais e cidadãos.

“Caros colegas
O meu nome é Ana Franco, docente do grupo 550 e gostaria que me explicassem uma coisa que me anda a deixar baralhada.
Fala-se imensa coisa mas o que é certo é que não tenho visto nada regulamentado.
Eu fiquei este ano lectivo efectiva numa escola do distrito de Faro mas sou do distrito de Viana do Castelo e gostaria de saber, se no próximo ano, posso pedir destacamento por aproximação à residência ou só daqui a quatro anos me consigo deslocar.
Agora com isto da mobilidade para ipss's e instituições do ensino especial conforme vem no decreto as restantes opções de mobilidade não me parecem esclarecedoras.
Acho lamentável que os colegas contratados possam ver renovados os seus contratos, coisa que nunca beneficiei nestes últimos anos, por quatro anos e eu tenha que me submeter a ficar presa por 4 anos num local que me priva de tudo e todos que me são próximos. Sei que fui eu quem colocou esta opção mas confesso que nunca o imaginei uma vez que tenho ficado sempre na minha primeira opção na lista de colocações enquanto contratada e vim parar à penúltima como efectiva.
Não vejo ninguém discutir esta questão e gostaria se fosse possível, que me desse os passos necessários a tomar para que possa contornar esta situação e/ou levantassem esta questão através do Vosso blogue.
Inscrevi-me em todos os sites de permuta mas não obtive resposta.
Já entrei em contacto através da DGRHE mas até hoje não obtive qualquer resposta.
Não faço intenções de me privar de viver por esta profissão que gosto muito mas que infelizmente me tem desiludido imenso por toda a sua conjuntura.

Agradecia um feedback a este email, quanto mais não seja a dizer que não sabem se for o caso, porque ficar sem respostas está a enlouquecer-me..."



Agradeço imenso ao colega Ilídio Trindade pela sua resposta, que foi clara e com o respeito que merecemos, coisa que infelizmente não se vê por parte da DGRHE, sindicatos e outros que tais. Nomeadamente o Bloco de Esquerda que criou um email para os professores mas à primeira critica deixaram de me convidar para os seus jantares ou dar qualquer tipo de informação o que me leva a pensar que também não passam de boas ideias mas que na prática são mais do mesmo. Nós que estamos em campo é que percebemos como as coisas acontecem pois sentimo-las de facto na pele.

Em seguimento da resposta do colega Ilídio Trindade reforço-lhe em resposta mais algumas das questões, uma vez que não vejo este assunto esclarecido em lugar nenhum e não me parece que será tratado a menos que as pessoas se manifestem.

Sugerindo-lhe que seria pertinente colocar este assunto em debate no blogue do MUP. Pois não imaginam a quantidade de colegas que vejo deslocarem-se durante 10h de autocarro para poderem visitar a família e não todas as semanas mas com alguma regularidade, pois é fisicamente e financeiramente impossível fazê-lo. Olhando ao número de professoras do sexo feminino que deixam os seus filhos/maridos e pensar que não os acompanham provavelmente durante 4 anos, a mim faz-me pensar bem o que é realmente importante. A maioria das mulheres, como eu a começar a passar a/da idade fértil, encontram-se presas à busca de uma carreira que se pelo menos fosse justa em todos os seus pontos!!!

Tão ou mais importante que uma avaliação é sem dúvida a nossa carreira, o percurso que a mesma tem que fazer até que se dignifique e não vejo ninguém falar nisto o que me preocupa sem dúvida.

Também aqui no meu blogue lanço a questão, a dúvida sobre que país é este, que sistema é este, enfim!

Sei que nas empresas/privado o ritmo e métodos também não são de todo correctos mas efectivamente as pessoas normalmente esforçam-se ou privam-se por uma carreira no privado sempre com objectivos de atingir determinados patamares, coisa que nós não podemos porque estamos sempre dependentes do défice, da economia e qualquer outra coisa que nos coíba de progredir.

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

"Não faz sentido prolongar as ocupações das crianças"

Aconselho aos iluminados deste país ler este documento que se encontra no site da Educare.

Maria José Araújo: "Não faz sentido prolongar as ocupações das crianças"


"Investigadora defende que é fundamental perceber que os mais pequenos têm ritmos de trabalho diferentes. E que brincar é uma forma de descobrir o mundo."


Sara R. Oliveira
2009-11-09


terça-feira, 10 de novembro de 2009

40.º Aniversário da Rua Sésamo

Hoe na celebração do 40.º aniversário obviamente que me lembrei do nome que atribuimos à minha mana quando era pequenita por ser uma devoradora de bolachas.




Ao ouvir hoje a notícia na rádio comercial e a respectiva música do programa obviamente me lembrei das vezes que eu e a minha mana viamos isto e como eram giros os bonecos de outros tempos.





Hoje até a Leopoldina vende produtos de Natal sem qualquer magia como se fosse uma boneca de um jogo virtual!

Como é bom recordar estas pequenas coisas boas :)

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

República das Bananas continua




As últimas notícias relativamente ao Processo Face Oculta (vejam comentário do Mário Crespo no link abaixo) só fazem sentir-me mais enjoada com esta nossa pequena e triste condição de povinho!


Notícias de fraude, incompetência, corrupção, falta de valores e outros termos do tipo, associados aos nossos governantes principalmente no que a dinheiros públicos diz respeito é agonizante.

Estamos nós em constante sacrifício, afastados de tudo e todos que gostamos para ter dinheiro ao final do mês para pagar as contas, já não falando dos que nem dinheiro para pagar as contas até ao final do mês têm e a trabalhar como deve ser. Esperar, sempre esperar que dias melhores virão e quiçá um dia até valha a pena o meu/nosso esforço, enquanto estes senhores gozam todos os dias com a nossa cara.

Todas as vezes que me aventuro a fazer os 700km de autocarro e me deparo com vários professores na mesma condição que eu reparo o quão deprimente e injusto se está a tornar tudo isto. Quantas familias estão desencontradas, quantos casais separados, quantos filhos longe das mães... É ouvir as conversas e sentir as náuseas fluir pelos poros.

Volta-se a falar de avaliação de docentes, da carreira, (...) mas infelizmente não acredito que os meus queridos colegas que de repente se viram num patamar diferente, quer em termos de "direitos" em relação ao vulgar professor, quer em termos monetários deixem que isto mude assim tanto. Já não falando nos Senhores Directores (professores) que viram os seus vencimentos crescer e crescer. Aguardo paciente para ver ...

A única causa que ainda me move é apelar aos jovens que comigo trabalham que lutem por um futuro melhor e não deixem que continuem a brincar com eles. Apelar ao seu brio, ao esforço por vidas melhores. Fico triste ao ver o futuro de grande parte deles, pois são evidentes.

Todos os anos me deparo com alunos que vivem em situações familiares deprimentes, histórias de vida decadentes e este sistema só contribui para que continuem a ser medíocres. Não se pede a este povo (jovem) que lute por serem os melhores naquilo que fazem, mas que apenas passem, progridam, avancem porque é importante ter um certificado.

Acho que basta de brincar com isto. Estou farta deste povo brando. Sinto-me asfixiar sempre que calo o que vejo, o que sinto, pelo que luto. Não se rendam ao mínimo!

Basta de palhaçada!



sábado, 31 de outubro de 2009

Porque não aprendemos com os exemplos dos outros

Camionista condenado no Reino Unido deportado para Portugal

Temos tanto a mania de querer seguir os exemplos dos outros países da Europa nas mais diversas áreas porque não enviam para casa deles ou dos pais deles todos os presos que ocupam inadvertidamente as nossas prisões, que comem à custa dos meus impostos e alguns deles com casos bem graves?

Já agora pense nisto, como dizem na rádio!

Igualdade?!



Lisboa, 28 Out (Lusa) - A criação de uma Secretaria de Estado da Igualdade é uma das principais novidades na orgânica do XVIII Governo Constitucional, pasta que será assumida por Elza Pais, que no anterior Governo era comissária para as questões nesta área.

Segundo fonte do executivo, a Secretaria de Estado da Igualdade terá como papel "o combate à violência doméstica e o combate à discriminação no mundo do trabalho".

Outra área que será tutelada por esta Secretaria de Estado relaciona-se com a conciliação da vida profissional com a familiar".

- Agora que possuímos uma Secretaria dedicada à Igualdade certamente que Portugal se tornará muito mais justo, a diferença entre Homens e Mulheres, Ricos e Pobres, povo Honesto e Corrupto irão ver certamente minimizadas as diferenças. Até porque a única coisa que ouvi esta Senhora dizer hoje em todas as notícias que passaram pela Tv é que dará prioridade à questão do casamento entre pares do mesmo sexo que é onde se vê a maior desigualdade a nível Nacional certamente.
Seja benvinda porque estávamos mesmo a precisar de alguém que olhasse por quem não possui igualdade de direitos e deveres! Espero não ter motivos para me rir quanto a este Gabinete mas sim sentir que fazia mesmo falta e fez um excelente trabalho. Terá é que ser certamente diferente do que o seu Governo tem vindo a promover que é exactamente a desigualdade entre o cidadão Português. -

História da Internet - 40 anos




Viva a Internet!

E pensar que tenho quase tantos anos como ela, tendo acompanhado a evolução desta tecnologia que cresce a uma velocidade diria mesmo assustadora!

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Ao Sr. Eduardo


Ontem, durante a minha longa viagem, sentou-se ao pé de mim um Senhor, de nome Eduardo que estabeleceu uma conversa longa mas interessante sobre o dom e a força da palavra. Proveniente de uma Igreja Evangélica, pregava a sua palavra ao longo de toda a viagem.
O que achei mais engraçado no Sr. Eduardo, foi para além da sua personalidade caricata, a forma entusiasta como ele proclamava a sua paz, o seu Deus.

Só sei que efectivamente as palavras têm muita força e entre coisas que ele disse, não basta dizer, temos que estar de coração aberto e viver com vontade, vontade de viver bem e acreditar com toda a força no que queremos, no que desejamos.

O Sr. Eduardo logicamente vendeu-me um livro pela sua força de viver e entre os poemas que este Sr. publicou deixo aqui algumas das suas quadras:

"Ser guerreiro é ser valente
Ter coragem para vencer
Se luta sendo descrente
De certeza que vai perder..."

"Ter brilho é...

Saber amar e ser amado
Sem ter falta de perdão
Viver sem estar mascarado
Dar ao próximo a sua mão...

...Brilho é olhos nos olhos
Sem que haja revolta
É dar flores aos molhos
Não esperando nada de volta..."

Só digo, o que importa não é como o conseguimos, seja por acreditar num Deus seja o que for, só sei que as pessoas felizes e que vivem em paz são maravilhosamente cativantes e mesmo vindo moída de tão longa viagem, a sua energia e vivacidade já com sua avançada idade são lindas de ver.

Ah, ao longo dessa viagem também li uma frase muito interessante numa revista: "O mais facilitado dos caminhos tem obstáculos. Mesmo na auto-estrada há curvas, é preciso estar atento...Em suma o caminho faz-se caminhando!"

Ora sigamos caminhando em paz e harmonia para as curvas, os buracos e as obras da estrada de cada um serem menos enjoativas, menos agonizantes...

Parabéns pelo Vosso empenho


Fotos de Jorge Franco na sessão de treinos para o BTT Down Hill: 4ª descida da Padela - Mujães (Viana do Castelo)

Haja juventude e iniciativa para promover o desporto e dinamizar as pequenas localidades, a próxima vez a ver se estou aí.

Estes supostos irracionais é k nos ensinam

As imagens do vídeo, filmado numa reserva em África, falam por si: Christian, um leão com 2 anos, corre ao encontro de dois jovens australianos, reconhecendo e saudando os companheiros, após um ano de separação os rapazes tinham-no comprado e criado em Londres. Para arrepiar ainda mais, ouve-se, em fundo, a voz de Whitney Houston, a cantar I Will Always Love You. É ver e, quase por certo, chorar no YouTube. O vídeo que foi lançado na net em finais de 2007 e visto por mais de 60 milhões de pessoas, em centenas de sites, motivou convites de Hollywood e de programas de TV aos dois amigos. Christian já não é vivo. Mas continua a ser uma celebridade.
As imagens retratam momentos de uma rara e salutar convivência entre um animal selvagem e seres humanos...


HISTÓRIA ETERNA
A saga iniciou-se quando os finalistas de Belas-Artes John e Ace, então com 23 anos, deixaram a Austrália, rumo a Londres.
"Era aí que tudo se passava na cena artística, não podíamos perder isso", recorda Rendall. Em pleno auge do movimento hippie, era normal encontrar uma cria de leão à venda, nos armazéns londrinos Harrods. "Estava longe dos nossos planos comprá-lo, mas, ao vê-lo ali, numa jaula tão pequena, não resistimos a fazê-lo", relata John.
Com quatro meses, Christian transferiu-se para um ambiente novo, em que o exercício diário, no jardim, passou a fazer parte da rotina. Em dois dias, apenas, adaptou-se ao apartamento de John e Ace e à loja de mobiliário antigo, no mesmo prédio, onde um dos jovens trabalhava, atraindo as atenções da clientela e dos residentes na zona, ao ponto de criar situações caricatas. Como aquela em que automobilistas batiam nos carros da frente, ao verem o animal a exibir-se, na montra da loja. "Depressa aprendemos que a única forma segura de viver com um leão era pensar sempre à frente", lembra John.
Mas, com sete meses e 65 quilos, a criação de Christian tornou-se complicada de gerir. Até que John e Ace foram apresentados a George Adamson, dono de uma fundação com o seu nome, no Norte do Quénia, que ficou encantado com a possibilidade de reabilitar o leão. Obtida a autorização do Governo queniano, foi o fim da vida urbana para Christian e a despedida, após meses irrepetíveis, recheados de recordações.
A experiência foi decisiva para os dois australianos: John, jornalista e relações públicas, dedica-se a projectos de conservação da vida selvagem, à semelhança de Ace, especialista em arte aborígene, no seu país natal. E Christian? "O facto de não termos sabido mais nada dele", diz Rendall, "foi um sinal de que tudo correu pelo melhor."

Fonte: http://aeiou.visao.pt/de-ir-as-lagrimas=f533295

Tudo que a Amor eterno e verdadeiro diz respeito, seja manifestado de que forma for, alimenta e cativa a alma de todos, pois é um desejo global. É bom amar assim, sem pedir, de forma gratuita e sentida verdadeiramente.

sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Persistência


Como o caracol também irei brilhar e deixar brotar toda a beleza em tuas mãos...

Adoro esta foto :)

Felizes os iluminados


I Love Barack Obama, já o tinha dito aqui e volto a repetir. Nada como acordar e sentir que, para além de um belo dia de sol, Barack recebe o prémio Nobel da Paz.

Ter a coragem de lhe atribuir este prémio, quando não era um dos esperados vencedores foi das medidas tomadas neste comité mais surpreendente pela coragem que tiveram. Tem-se verificado a tentativa de aniquilamento da sua imagem, da sua força, mas fico feliz por ter vencido o seu carisma, a sua simplicidade e humildade.

O mundo tem uma nova esperança.

Esta notícia, o telefone a tocar, o sol a raiar, fazem com que o dia pareça leve e dá a força necessária a mais um dia.

Obrigada pelas palavras, pelo carinho, pela admiração, pela dedicação que me têm dado em mais esta fase.

Amo e fico feliz quando consigo ver, quando consigo ser racional, quando consigo respirar.

Eu sei a dimensão do Meu Mundo!

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

A minha Felicidade por Nietzsche


Depois de estar cansado de procurar
Aprendi a encontrar.
Depois de um vento me ter feito frente
Navego com todos os ventos.


Friedrich Nietzsche, in "A Gaia Ciência"


Lendo aqueles que mais aprecio costumo encontrar algumas das minhas respostas. Por vezes fica é mais fácil na teoria. Eu sei que aprendo, devo é ser um pouco lenta neste assimilar da teoria com a prática, da vida com o divino, do real com o imaginário...

Soneto do Amor Total


AMO-TE TANTO, meu amor...
não cante O humano coração com mais verdade...
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te afim, de um calmo amor prestante
E te amo além, presente na saudade
Amo-te, enfim, como grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente

E de te amar assim, muito e amiúde
É que um dia em teu corpo, de repente
Hei-de morrer de amar mais do que pude.

Vinicius de Moraes, in 'O Operário em Construção' (Como eu adoro este Vinicius...)

...


Afinal que idade é essa a dos porquês? Será que alguém me sabe dizer?

Eu estou sempre com esta palavra no pensamento nos últimos meses. Porquê?!
Sinto-me metida num turbilhão de emoções, pensamentos, vontades. É uma luta constante para pensar no sim, no que eu quero, no que eu mereço, no que eu preciso e depois vejo o tempo, as circunstâncias, os medos provocarem uma nuvem de mágoa e dor.

Ao longo destes anos tenho passado por uma série de processos de reconstrução do pensamento, de luta contra os meus fantasmas, sinto-me vence-los mas não a derrotá-los, pois assim que me sinto lá no topo vem um e paira sobre o meu pensamento.

Grito incessantemente pelos meus desejos, escrevo-os, publico-os, partilho-os.
Preciso de paz, sinto-me perdida no meio dos meus pensamentos. Sinto-me egoísta por um lado pois agora que consegui um dos meus maiores desejos, sinto-me magoada por outro, pois a vida prega-me uma rasteira e dá-me o meu outro maior desejo mas coloca-lhe condições, põe-no à prova, testa-o até ao limite.

Como se gere isto?
Gui como se faz, como se luta contra os fantasmas? Como fazemos o Cosmos acreditar nos nossos desejos e não ouvir os nossos medos? Tenho medo que ele me ouça...

Falta-me o ar!!!

Canção De Nós Dois

Tudo quanto na vida eu tiver,
Tudo quanto de bom eu fizer,
Será de nós dois,
Será de nós dois.

Uma casa num alto qualquer,
Com um jardim e um pomar se couber,
Será de nós dois,
Será de nós dois.

E depois, quando a gente quiser,
Passear, ir pra onde entender,
Não importa onde agente estiver,
Estaremos a sós.

E depois quando a gente voltar,
O menino que a gente encontrar,
Será de nós dois,
Será de nós dois.

E de noite quando ele dormir,
O silencio do tempo a fugir,
Será de nós dois,
Será de nós dois.

E por fim, quando quando o tempo fugir,
E a saudade nos der de nós dois,
E a vontade vier de dormir,
Sem ter mais depois.

Dormiremos sem medo nenhum,
Pois aonde puder dormir um,
Podem dormir dois,
Podem dormir dois,
Podem dormir dois.

Vinícius De Moraes

(O que mais desejo para nós...)

Caminhar


Quero forças para continuar a caminhar por tudo que quero e acredito!

Por vezes o caminho parece tão longo que as forças ficam diminuidas.

Haja força!

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Continuação

Achei uma delícia este vídeo bem como um dos comentários feitos a este vídeo publicado no Youtube que resolvi partilhar...
Encontro de Adoniran Barbosa e Elis Regina. Músicas: "Iracema", "Um samba no Bexiga" e "Saudosa Maloca". Bar da Carmela Bairro: Bexiga Cidade: São Paulo 1978 danielbarbozinha



"Se pra alguma coisa serviu a ditadura, foi pra aguçar a inteligência de nossos compositores!!!
Período negro... mas pra fazer música tinha que saber o que dizer, quando dizer e como dizer.
Hoje em dia com a "liberdade", se pode cantar qualquer porcaria e coisas completamente vazias.
Repressão nunca!!! mas, um pouco de bom senso na musica atual cairia muito bem!!! " comentário de darthzephyr
Estas vozes se completam, Elis é linda e Adoniran "entra na alma" com a sua voz forte e marcante.

Adoniran Barbosa e Elis Regina - Tiro ao Álvaro

Desta vez não ouvimos esta música que por coincidência o Mike já me tinha dado a conhecer mas que ao teu lado se tornou um sucesso :)

Ao teu olhar apaixonante, ao ter ser vibrante e cativante ...

"...Teu olhar mata mais do que bala de carabina

Que veneno e estriquinina

Que pexeira de baiano

Teu olhar mata mais que atropelamento de automóver

Mata mais que bala de revórver..."

Obrigada João

Aqui não resisto em publicar um texto recebido do João ao qual eu desde já aproveito para enviar uma beijoca por tudo que me tem dado e pelo que tem partilhado comigo ao longo destes anos. Há palavras que vêm ter conosco nos momentos mais próprios e o João tem esse dom, em enviar-me/fazer-me cruzar, sempre em coisas boas nos momentos certos :)


Orações para o caminho

"Perguntei uma vez ao padre Tolentino de Mendonça, poeta, escritor e tradutor de poetas mais ou menos errantes, se me podia dar orações para o caminho. Ele disse que sim. Mandou-me textos maravilhosos, orações simples, escritos profundos que dão outra inspiração aos dias e mais sentido às noites escuras.
Palavras para dizer nas manhãs claras, repetir nas horas de dúvida e nos momentos de exaltação. Preces para rezar nos tempos de incerteza e nas travessias dos desertos mas também nos instantes em que a vida se torna um imenso devaneio de luz sobre o azul.
Agora que o mar resplandece e tudo brilha à minha volta, lembro-me da oração que pede o discernimento e sublinha a evidência."

... Ajuda-me Senhor a receber cada dia como um dom. Ajuda-me a reconhecer que nada me falta, que Tu me deste tudo aquilo que é necessário para fazer da vida uma coisa feliz e com sentido.
Mesmo que me falte o universo inteiro, nada verdadeiramente me falta.
Mesmo que eu espere muito do amanhã, devo saber que tenho tudo hoje.
Ajuda-me a limpar o olhar, poluído e agravado por juízos, consumos e ressentimentos.
Que eu saiba acolher a vida como a oportunidade que ela é.
Se acontecer o meu coração andar ferido, recorda-me Senhor aquele santo que dizia:
“Nenhum coração é tão inteiro como um coração ferido”...

publicado por Laurinda Alves

domingo, 4 de outubro de 2009

Recordar

"Lucky" Official Video With Colbie Caillat




"I'm Yours" Official Video








As primeiras de muitas!

E novidades...


Computadores do Governo atacados "O sistema informático do Governo tornou-se alvo dos piratas informáticos, tendo sido registadas 12 tentativas de intrusão em apenas dois dias. O número duplicou depois das queixas e das suspeitas de Cavaco Silva.
As tentativas de intrusão no sistema informático do Governo intensificaram-se "a níveis preocupantes" nos últimos dias, depois de o presidente da República ter admitido "vulnerabilidades" no sistema da Presidência, revelou ontem a Presidência do Conselho de Ministros..."



E novidades? Devem pensar que os piratas cibernéticos são parvos não?! Atiram a vulnerabilidade para as bocas do mundo, e depois querem que eles fiquem quietos...


Isto é quase como dizer ao pobre cheio de fome que está naquela esquina um frigorifico cheio mas é melhor não mexer porque é demasiado apetitoso!

Somos mesmo um país de bananas... É mesmo esperar a ver o que cai. Precisamos de muita esperança e persistencia para aguentar os tempos que nos esperam! Eu gostava de ver os Senhores que estão sentados e engalanados com os seus belos fatos, resistir a todas as aprovações do mercado.
Agora que fui para o Algarve vejo melhor o quão o nosso país é fraco, vulnerável e somos um bando de oferecidos.
É lamentável ver aquela região, lamentável. Eu sinto que estou num outro país naquela região Nacional, onde sou abordada na rua em Inglês para entrar num restaurante ou para fazer uma viagem às grutas, onde pago acima de um euro por um café numa praceta qualquer ou num bar junto à praia, porque aproveitar o dinheiro dos turistas e do povo em geral é sempre muito apetitoso, até porque se eles continuam a vir é porque vale mesmo a pena. Agora percebo porque os Ingleses se sentiram no direito de meter o nariz no desaparecimento de Maddie e outros casos do género...
Somos os primeiros a deixar que nos levem o melhor que temos, a dar aos outros países o que temos de bom e às pessoas que vêm de fora para cá, e nós aprendemos a desenrrascar, temos que ser persistentes e pacientes.
Por cá, Ponte de Lima e arredores vejo pessoas com baixas aspirações pessoais e profissionais (alguns) enveredar pela política, uns a comer mais que outros, e o povinho ter que andar das canetas para poder receber um salário lamentável!
Vejo pessoas fixarem-se na minha terra sem qualquer problema pois conhecem alguém que até lhes permite trabalhar cá, até ganhar mais ou menos e com sorte consegue arranjar um belo extra numa dessas actividades dos associativismos deprimentes que vemos por todo o nosso país.
É natural que continuemos a ser um dos países da Europa com menos licenciados pois elas sem um bom conhecimento, e não é da matéria mas de algum engalanado, não serve de absolutamente nada ou serve muito pouco, comparando com o que pode servir andar a colar cartazes e levantar as bandeiras no ar e gritar sorridentes as iniciais dos partidos!

Estado da Nação

Loucos e Santos


Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila.
Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.
A mim não interessam os bons de espírito nem os maus de hábitos.
Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.
Deles não quero resposta, quero meu avesso. Que me tragam dúvidas e angústias e aguentem o que há de pior em mim.
Para isso, só sendo louco.
Quero-os santos, para que não duvidem das diferenças e peçam perdão pelas injustiças.
Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta.
Não quero só o ombro e o colo, quero também sua maior alegria.
Amigo que não ri junto, não sabe sofrer junto.
Meus amigos são todos assim: metade bobeira, metade seriedade.
Não quero risos previsíveis, nem choros piedosos.
Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem, mas lutam para que a fantasia não desapareça.
Não quero amigos adultos nem chatos.
Quero-os metade infância e outra metade velhice!
Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto; e velhos, para que nunca tenham pressa.
Tenho amigos para saber quem eu sou.
Pois os vendo loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que "normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril.

Oscar Wilde


E como eu sinto falta dos mesu amigos! Esta é uma das muitas partes anormais de começar de novo em mais um paragem pela qual a vida nos obriga a passar... Certamente outras virão mas efectivamente estes Loucos e Santos que estão no meu livro de recordações são muito especiais e como tal deixo aqui um beijo para eles com muitas saudades!

Como é bom rir e chorar com vocês!

quarta-feira, 30 de setembro de 2009

A primeira coisa a fazer :)

O gesto mais bonito e saboroso do mundo!
Será a primeira coisa a fazer já daqui a pouco... Sentir o teu cheiro, o teu corpo, o teu olhar, o te abraço. E como é bom abraçar-te...
Até já!

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Façam favor de ir votar


Sim porque se há coisa que me irrita é eu ter sido enviada para fora da minha área de residência e como cidadã portuguesa, com direitos e deveres, não poder votar de outra forma a não ser ter que fazer 700km para tal. Este governo que tanto se orgulha das tecnologias ainda não arranjou uma maneira de as pessoas poderem votar à distância.

Aguardo por progressos e boas notícias!

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

Eu e Tu

Dois!

Eu e Tu, num ser indispensável!
Como Brasa e carvão, centelha e lume, oceano e areia,
Aspiram a formar um todo, — em cada assomo
A nossa aspiração mais violenta se ateia...


Como a onda e o vento, a Lua e a noite, o orvalho e a selva
— O vento erguendo a vaga, o luar doirando a noite,
Ou o orvalho inundando as verduras da relva
— Cheio de ti, meu ser de eflúvios impregnou-te!


Como o lilás e a terra onde nasce e floresce,
O bosque e o vendaval desgrenhando o arvoredo,
O vinho e a sede, o vinho onde tudo se esquece,
— Nós dois, de amor enchendo a noite do degredo,


Como partes dum todo, em amplexos supremos
Fundindo os corações no ardor que nos inflama,
Para sempre um ao outro, Eu e Tu, pertencemos,
Como se eu fosse o lume e tu fosses a chama...


António Feijó, in 'Sol de Inverno'




Não sendo nós um Devaneio meu mas algo real e porque me iluminas o rosto como Sol de Inverno te dedico este texto de António Feijó.

Como tu dizes, "Haja Alegria" e brindemos toda a vida pelas melhores razões ;)

A tentar aceitar....


Aceita o Universo


Aceita o universo

Como to deram os deuses.

Se os deuses te quisessem dar outro

Ter-to-iam dado.


Se há outras matérias e outros mundos

Haja.


Alberto Caeiro, in "Poemas Inconjuntos"

Heterónimo de Fernando Pessoa