terça-feira, 28 de abril de 2009

Porque hoje é sempre um dia especial

"O valor das coisas não está no tempo em que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso existem momentos inesquecíveis, coisas inesplicáveis e pessoas incomparáveis".

Fernando Pessoa


Obrigada a todos que eu adoro e que fazem parte da minha vida e das minhas belas memórias, por me terem proporcionado ser quem hoje sou.

Mais completa e mais consciênte da intensidade das coisas.

E porque amanhã é o dia Mundial da Dança vos peço que continuem sempre nesta mágica dança que é a vida, comigo!



segunda-feira, 20 de abril de 2009

Mais uma fantástica de Mário Crespo



Perguntas
2009-03-30
MÁRIO CRESPO, JORNALISTA

"Porque é que o cidadão José Sócrates ainda não foi constituído arguido no processo Freeport? Porque é que Charles Smith e Manuel Pedro foram constituídos arguidos e José Sócrates não foi? Como é que, estando o epicentro de todo o caso situado num despacho de aprovação exarado no Ministério de Sócrates, ainda ninguém desse Ministério foi constituído arguido? Como é que, havendo suspeitas de irregularidades num Ministério tutelado por José Sócrates, ele não está sequer a ser objecto de investigação? Com que fundamento é que o procurador-geral da República passa atestados públicos de inocência ao primeiro-ministro? Como é que pode garantir essa inocência se o primeiro-ministro não foi nem está a ser investigado? Como é possível não ser necessário investigar José Sócrates se as dúvidas se centram em áreas da sua responsabilidade directa? Como é possível não o investigar face a todos os indícios já conhecidos? Que pressões estão a ser feitas sobre os magistrados do Ministério Público que trabalham no caso Freeport? A quem é que o presidente do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público se está a referir? Se, como dizem, o estatuto de arguido protege quem o recebe, porque é José Sócrates não é objecto dessa protecção institucional? Será que face ao conjunto de elementos insofismáveis e já públicos qualquer outro cidadão não teria já sido constituído arguido? Haverá duas justiças? Será que qualquer outro cidadão não estaria já a ser investigado? Como é que as embaixadas em Lisboa estarão a informar os seus governos sobre o caso Freeport? O que é que dirão do primeiro-ministro de Portugal? O que é que dirão da justiça em Portugal? O que é que estarão a dizer de Portugal? Que efeito estará tudo isto a ter na respeitabilidade do país? Que efeitos terá um Primeiro-ministro na situação de José Sócrates no rating de confiança financeira da República Portuguesa? Quantos pontos a mais de juros é que nos estão a cobrar devido à desconfiança que isto inspira lá fora? E cá dentro também? Que efeitos terá um caso como o Freeport na auto-estima dos portugueses? Quanto é que nos vai custar o caso Freeport? Será que havia ambiente para serem trocados favores por dinheiros no Ministério que José Sócrates tutelou? Se não havia, porque é que José Sócrates, como a lei o prevê, não se constitui assistente no processo Freeport para, com o seu conhecimento único dos factos, ajudar o Ministério Público a levar a investigação a bom termo? Como é que a TVI conseguiu a gravação da conversa sobre o Freeport? Quem é que no Reino Unido está tão ultrajado e zangado com Sócrates para a divulgar? E em Portugal, porque é que a Procuradoria-Geral da República ignorou a gravação quando lhe foi apresentada? E o que é que vai fazer agora que o registo é público? Porque é que o presidente da República não se pronuncia sobre isto? Nem convoca o Conselho de Estado? Como é que, a meio de um processo de investigação jornalística, a ERC se atreve a admoestar a informação da TVI anunciando que a tem sob olho? Será que José Sócrates entendeu que a imensa vaia que levou no CCB na sexta à noite não foi só por ter feito atrasar meia hora o início da ópera? ..."
Aqui só quero acrescentar mais umas perguntas.
  • Afinal para que serve o cargo do Presidente da República? É que nos meus quase 30 anitos ainda não consegui perceber para que serve afinal. Aliás ainda não percebi para que serve num país com a dimensão de Portugal, da necessidade de tanto ministro, secretário de ministro, secretária do secretário e por aí fora.
  • Não percebo como é que o Primeiro Ministro pode criticar uma opinião do Presidente da República com a petulância que ele hoje o fez. Não é o Presidente o chefe?
  • Como querem que as crianças se levantem quando eles passam? Eles não merecem respeito de ninguém!
  • Não percebi também como é que a quebra do sigílo bancário será por si só forma de combate à fuga e à corrupção. Porque não posso eu declarar tudo o que gasto? Seja num perfume seja nas batatas para comer? Não ajudaria isto a que todos exigissem os seus recibos e os impostos dos Exmos Senhores que nada pagam e tudo pedincham mudassem de repente?
  • Como se vai contornar a questão do envio do dinheiro para esses paraísos fiscais? Quem tem contas na ordem dos 100 mil euros bem pode ter um bom cofre na mansão e Guarda Republicana a vigiar-lhes a porta.
  • Já agora que estamos numa de perguntas, se alguém me souber para que raio serve o cartão de saúde europeu, quando aqui em Portugal exigem a um trabalhador transfronteiriço um a dizer PT e outro a dizer ES, o que significa afinal europeu?
  • Ah só para terminar alguém me sabe dizer onde pára o sol e o calor? Se souberem mandem-no para cá que já não aguento mais esta primavera de outono.

domingo, 19 de abril de 2009

Afinal qual é a face do Talento?

Valemos pelo que damos não por aquilo que parecemos, já tenho esta frase num quadro desde que me conheço oferecido por um amigo de coração, Amândio Sousa Vieira.

Este é um fenómeno fantástico, sendo um dos vídeos mais vistos no youtube.

Pegando nas palavras da Clara aqui partilho com vocês algo que é de facto arrepiante.

"Liguem o som bem alto e deixem-se levar. Isto foi gravado no passado sábado dia 11 de Abril e promete. Uma grande lição de humildade para todos os que julgam os outros assim que olhamos para eles. A beleza tem, de facto, muitas faces e muitas formas de se manifestar."


http://www.youtube.com/watch?v=9lp0IWv8QZY

sábado, 4 de abril de 2009