segunda-feira, 4 de maio de 2009

Triste é este terrorismo

Pirataria na Internet ajuda a financiar terrorismo. Movimento Cívico contra Pirataria na Internet, alerta que, em Portugal, há «ligações perigosíssimas» entre a pirataria e o crime organizado. Esta é a mensagem publicada em http://diario.iol.pt/tecnologia/mapinet-internet-pirataria-terrorismo-crime-tvi24/1058509-4069.html


Deixem-se de brincadeiras e trabalhem no que realmente é importante!

3 comentários:

O ovo estrelado disse...

...esta relaçõa causa efeito entre a pirataria e o terrorismo deixa-me pensativo!...se por um lado a ser verdade é exacrável, por outro é sinónimo que os terroristas afinal de contas têm alguma queda para a cultura!Sabia da existência das diamantes de sangue, da "carne branca", do tráfico de armas e droga,mas agora de filmes de péssima qualidade como aqueles que circulam na net e que muitas das vezes servem só para aguçar o apetite em visualisar o original!?...eu penso que os clubes de video começaram a fechar, a partir do momento que o comércio dos dvd se expandio e os preços [por imposição da eterna lei procura/oferta]desceram para um patamar mais acesível, mais agora com a oferta de canais de cinema e o pay-per-view na televisão por cabo. Os bons clubes de vídeo ainda resistem...mas não é terrorista, nem clube de video que me vai afastar da velha sala de cinema. Convido-te a veres um filme que já viste por certo: O Cinema Paraíso...é um momento mágico!

Paulo Borges disse...

Olá Alf!

Infelizmente, esta notícia tem muita base de verdade. Há realmente "gangs" organizados que vão buscar parte do seu financiamento à pirataria.
Compreendo e concordo, com a motivação das pessoas em adquirirem filmes, vídeos, jogos, etc, na Internet (ou feiras!), porque a meu ver, os originais estão a um preço absurdamente caros. Por vezes é impossível ir ao cinema e levar a família toda atrás! Fica mais fácil descarregar o mesmo filme da net...Mas também sei, que o original além de mais e melhor qualidade, tem mais opções (estou a falar de DVD's de filmes por exemplo), mas o preço a pagar por essa qualidade é demasiado elevado. Há que realmente fazer alguma coisa, e acho que isso deve partir das editoras, porque se o preço fosse muito mais acessível ninguém perdia tempo a ir "sacar" da net, com as implicações que isso tudo acarreta, como sabes perfeitamente!

ALFF disse...

Olá Borges :)

Por acaso quando dizia que triste é este terrorismo é a comparação que os jornalista fazem e a forma abusiva como se tem utilizado esta palavra para tudo e mais alguma coisa.

Lógico que a culpa é das editoras e deste governo horroroso que não prima pela inteligência e como tal a política do imposto para tudo é que impera.

Se saltassem em cima de quem ainda hoje consegue fugir aos impostos, e a meu ver são luxos, como é o caso das esteticistas, das cabeleireiras, dos bares e restaurantes dos bolos e produtos de pastelaria (nada essencial e que dúvido que a maioria pague o que recebe).
Que cobrem 3ª ou 4ª tributação nos impostos dos produtos de luxo e baixem os impostos do que interessa, nomeadamente a cultura seja ela de que tipo for. Cobrando obviamente o couro a quem a vende que também nunca pagam nadinha. Ainda não os vi passar recibos!
Até porque muitos são excêntricos não fazem o que deve ser mas o que lhes apetece!

Assim sendo, tal como faz o governo o Mundo é dos Chicos Espertos e não dos Espertos.

Isto sim é Terrorismo.
That's the point!