quarta-feira, 2 de setembro de 2009

O maior dos devaneios - Parte II


Chegada a terras Algarvias eis que me deparo com o turbilhão dos meus pensamentos!
Como é estranho o silêncio, a falta do que nos é importante.
Passamos a vida a querer atingir a estabilidade, a querer ser bem sucedidos no trabalho e quando aparece voltamos a colocar tudo em questão.
Só me resta mesmo acreditar que tudo tem um motivo e que precisava mesmo vir até aqui para crescer mais um pouco.
O que me trará o Sul?!
Quero energia para aguentar, para ver o caminho certo.
Como me ensinou o Gui verbalizarei com todas as minhas forças o que mais quero e eu já descobri…


4 comentários:

O ovo estrelado disse...

...o amor!?

ALFF disse...

O amor, o respeito, a amizade, a família perto, a minha terra, as minhas origens, a minha vida!

Guilherme Faro disse...

Aninha, as coisas chegam até nós em momentos diferentes. Cabe a nós reuni-las. Tenha paciência e, acima de tudo, reflita sobre o que está acontecendo na sua vida. Não tente entender agora, porque você não vai achar nenhum explicação plausível. A resposta virá quando você estiver preparada. No começo as coisas parecem estar desencontradas, mas tenha certeza que elas estão mais juntas do que qualquer outra coisa.

Sofia Carvalho disse...

Como eu te compreendo, mas não desanimes Ana. O amor , os amigos, a familia, as tuas origens continuam no mesmo sítio à tua espera, quando deres por ela, tudo terá passado num instante;)